JÁ JOGOU BIG PHARMA ?

Antes de entrar na loucura de Factorio, um jogo de estratégia focado em construir e otimizar linhas de produções gigantescas, achei prudente antes visitar BIG PHARMA onde as linhas de produções farmacêuticas são bem mais modestas, uma bela porta de entrada para o gênero.

 

O jogo tem um tutorial bem completo, recomendo cumprir todas as etapas e ao menos a campanha Beginner antes de se aventurar no modo livre. Meu tipo de jogo favorito, sem objetivos pre-estabelecidos, apenas você e seus concorrentes livres para decidir seu caminho no jogo. Deseja fazer uma companhia sem escrúpulos que só pensa no lucro, que suborna a empresa que realiza os testes para obter resultados positivos ou faz com que seus remédios não curem definitivamente as doenças… , você pode!!

 

 

Você começa com $50.000, o primeiro passo é conhecer os ingredientes iniciais, quanto falta para ativar o efeito de cura, custos e efeitos negativos é o que normalmente se identifica. Após produzir o primeiro medicamento, você olha para a aba de pesquisa e vê a necessidade de um pesquisador e ao entrar na aba ingredientes um explorador seria de grande uso. Esse foi o meu maior erro, pois o custo desses profissionais são bem mais caros que o lucro dos primeiros medicamentos, então fique com a dica de apenas contratar quando o lucro no momento for maior que o salário do membro da equipe, e lembre-se que a qualquer momento com saldo negativo você pode demitir o funcionário sem nenhum ônus.

 

 

A fase inicial do jogo é a mais difícil, encontrar esse balanceamento de custos com o lucro flutuante é um desafio, porém ao começar a vender medicamentos mais complexos essa maré revolta aos poucos se torna em uma marolinha, um banco de areia na praia. Quando o primeiro milhão cai na conta, e as pesquisas já estão avançadas o bastante e os ingredientes descobertos é hora de otimizar as suas linhas de produção. Uma regra básica que uso para as mais complexas fórmulas é olhar o tempo que o produto fica em cada máquina que é informado na página do equipamento, e esse exato valor é quantidade de máquinas específicas que você precisa para uma linha eficiente. Um exemplo, ao usar a máquina que transforma em pílulas seus medicamentos você vai reparar que o tempo na descrição do equipamento é de 2, isso quer dizer que se toda sua linha de produção atua normalmente em tempo 1, essa máquina iria atrasar todo o processo, logo é de bom grado fazer duas delas na sua linha e esse raciocínio se encaixa com mais eficiência no fim do jogo onde o custo dos equipamentos já não pesa tanto no bolso.

 

 

Ao jogar pela primeira vez, fica fácil perder algumas horas descobrindo tudo o que o jogo tem a oferecer,  mas não me vejo querendo jogar novamente, após todos os desbloqueios na aba de pesquisa faltou conteúdo, não tem muita coisa além de otimizar suas poucas fórmulas no fim do jogo. Foi uma boa porta de entrada para Factorio e recomendo se você curte essa temática e caso consiga encontrar uma boa promoção.

O jogo está a venda na Steam e no GOG.

Gostou do site? Siga, curta e compartilhe.